Quer se organizar financeiramente? Confira essas 3 dicas

Administrar o seu dinheiro não é o seu forte? Você anda perdendo o seu sono? Anda um pouco insatisfeito com sua organização ou falta de organização financeira? Sou Evanilda Rocha, consultora financeira e quero te ajudar a encontrar uma solução.

Quando há muitas preocupações financeiras, com contas atrasadas e dívidas que você não sabe como quitar, o sono costuma desaparecer. É natural até que um certo desânimo apareça.

Mas até quando o fundo do poço parece próximo, tem solução. E ela começa justamente por reconhecer sua dificuldade.

Admitir o problema é o primeiro passo para encontrar uma saída. Sem cumprir essa etapa, você pode não encontrar o erro e, sem encontrar o erro, não há o que mudar.

A próxima fase por mais organização financeira compreende montar uma estratégia de controle do dinheiro. Mas não se assuste.  Vou apresentar aqui 3 passos.

1. Assuma a atitude de economizar

A tomada de decisão é fundamental para uma mudança de hábitos. Se você tem dificuldade, não se aflija. Comece aos poucos e vá progredindo a cada dia. Caso você já tenha o hábito de economizar, veja o que pode ser readequado para o seu dinheiro render mais.

2. Faça a análise de suas contas

É preciso fazer uma espécie de raio-X financeiro para poder identificar gastos que podem ser cortados. Avalie a possibilidade de reduzir despesas com alimentação, contas básicas, lazer e serviços bancários. Cogitar mudanças de hábito (como passar a cozinhar em casa) também é importante.

3. Conheça as dicas

As escolhas relativas ao dinheiro devem ser sempre bem pensadas – e repensadas – para evitar resultados ruins (ou seja, a falta de dinheiro no final do mês). As compras por impulso, por exemplo, podem contribuir para resultados negativos.

Para evitar esse tipo de compra, é sempre importante fazer três perguntinhas poderosas sempre que surgir o impulso de comprar: Eu posso? Eu preciso? Tem que ser agora?

É importante memorizar essas perguntas ou mesmo anotá-las – seja em um papel ou no celular – levá-las com você aonde for. Visualizá-las sempre antes de comprar ajudará a poupar um valor considerável.

Conclusão

Como se pode perceber, são dicas simples para descomplicar o gerenciamento financeiro, ideais para pessoas que ainda não possuem intimidade com o mundo das planilhas e dos gráficos. Ainda assim, elas podem fazer muito por você, desde que comece a aplicá-las, de fato.

Portanto, para ver os resultados, é preciso “pôr a mão na massa”. Comece refletindo sobre a sua rotina financeira, sobre onde e como você gasta, e o que pode fazer para mudar. Em seguida, reveja onde pode gastar menos.

Nem sempre é preciso fazer uma mudança radical, desde que você assuma hábitos saudáveis em relação ao dinheiro. Um deles é pagar integralmente a fatura do cartão de crédito, para evitar dívidas futuras difíceis de sair.

Existe uma metáfora interessante, que merece uma reflexão: “O dinheiro possui uma energia própria. Ele permanece nas mãos dos que o tratam bem.”

Assim, é preciso que se tenha o máximo de cuidado, que se valorize o dinheiro que passar por suas mãos.

Depois de conseguir fazê-lo sobrar, é hora de aprender um pouco sobre investimentos, para que ele possa trabalhar para você. Se hoje essa é uma etapa que ainda parece distante, em breve você conseguirá se organizar financeiramente e tudo ficará mais fácil.

Um auxílio para você se planejar

Para ajudar os clientes a organizar as contas, poupar, economizar, quitar dívidas, investir, eu desenvolvi o programa Como mudar sua Vida Financeira para Enriquecer. Trata-se de um programa 100% online que você pode fazer de onde você estiver, na hora que você quiser e no seu ritmo.

Para você saber mais sobre esse programa que vai fazer você economizar dinheiro, tempo e energia, clique no link abaixo. Você será direcionado para uma página onde você terá todos os detalhes do treinamento.

PS: Post originalmente publicado em Vivo seu Dinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *