Entenda a diferença entre planejamento e orçamento financeiro

Talvez você ainda confunda planejamento com orçamento financeiro. Há diferenças entre os dois, apesar da interligação entre eles.

Vamos explicar os detalhes e as diferenças entre ambos porque eles são importantes ferramentas auxiliares para uma vida financeira saudável. Sou Evanilda Rocha, consultora financeira e quero te ensinar sobre essa dinâmica envolvida aqui.

Na gestão do dinheiro, tanto o orçamento como o planejamento financeiro são fundamentais para saúde do seu bolso, para evitar dívidas, para controlar gastos, para investir melhor e realizar todos os seus sonhos.

E não importa a sua faixa etária, seja você jovem em início de carreira ou já aposentado, nunca é tarde para cuidar do seu dinheiro.

O planejamento é dividido em partes, sendo que uma delas é o orçamento financeiro. Esse item é uma ferramenta essencial para pessoas em qualquer situação financeira: endividado, equilibrado ou investidor.

Basicamente, o orçamento financeiro bem feito fornece informações precisas sobre o quanto se ganha, o quanto se gasta, no que se gasta, se há falta ou sobra financeira e de quanto é esse valor.

Como começar a organizar suas finanças

Para começar, basta reunir as informações e iniciar um controle. Algumas ferramentas, como caderno, agenda, planilhas e aplicativos, podem ajudar bastante. É dessa forma que se pode encontrar os “ralos” financeiros, fechá-los e poupar mais para realizar os seus sonhos.

O planejamento financeiro é bem mais amplo e inclui também o levantamento completo de dívidas, o balanço patrimonial (que é a lista de todos os bens) e a lista de objetivos e sonhos do indivíduo – ou seja, o que se deseja conquistar.

Para dar início ao seu, é preciso que você reúna os dados financeiros relativos a você e à sua família. Assim, é preciso ter o orçamento mensal e uma projeção orçamentária para os próximos meses ou do ano todo.

É importante também fazer uma relação completa do endividamento, se houver, e colocar os sonhos ou objetivos a conquistar. Com todos os dados em mãos, será possível preparar o planejamento financeiro detalhado com base no momento financeiro atual e nas metas propostas para o futuro.

Com que frequência fazer o planejamento e orçamento

Para fazer a gestão tanto do planejamento quanto do orçamento, você vai precisar dedicar um tempo a cada um deles. O orçamento do mês seguinte deve ser montado, por exemplo, no final do mês anterior. E deve ser acompanhado pelo menos uma vez por semana.

O planejamento financeiro, por sua vez, pode ser preparado no final do ano ou início do ano novo. Ele pode ser “visitado” uma vez por mês para verificação, acompanhamento, e eventuais alterações dos objetivos propostos e do que for conquistado ao longo dos meses.

Em outras palavras, a parte que muitos consideram “chata”, que é tomar nota de todas as despesas mensais, é fundamental para que se comece a ter uma previsão de gastos, mesmo das contas variáveis, como luz, gás e telefone.

Depois de dominar essa ferramenta, você já pode dar um passo maior rumo ao planejamento. É isso que vai permitir que o indivíduo realize seus sonhos – tudo de forma organizada, sem dívidas e sem dores de cabeça.

Um auxílio para você se planejar

Para ajudar os clientes a organizar as contas, poupar, economizar, quitar dívidas, investir, eu desenvolvi o programa Como mudar sua Vida Financeira para Enriquecer. Trata-se de um programa 100% online que você pode fazer de onde você estiver, na hora que você quiser e no seu ritmo.

Para você saber mais sobre esse programa que vai fazer você economizar dinheiro, tempo e energia, clique no link abaixo. Você será direcionado para uma página onde você terá todos os detalhes do treinamento.

QUERO-SABER-MAIS cópia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *